Mapeamento de público e renda da temporada regular 2019 do Campeonato Gaúcho de Futebol Americano

A temporada regular do Campeonato Gaúcho de Futebol Americano chegou ao fim. O Departamento de Dados e Estatística da Federação Gaúcha de Futebol Americano (FGFA) realizou o levantamento de e mapeamento da presença de fãs na edição deste ano. O assunto visa identificar o trabalho realizado pelos programas de futebol no Rio Grande do Sul para captar consumidores a assistir os jogos in loco.

Para os eventos durante a etapa regular – ou fase de grupos – do certame estadual são levados em conta a comercialização de tickets para entrada nos jogos, o valor aproximado da renda bruta das vendas dos ingressos e seus respectivos preços pré-venda, mais a entrada de não-pagantes. Cabe ressaltar que alguns dados são apontamentos aproximados, uma vez que não foi exigida a demanda deste quesito (renda bruta em R$) aos times pelo regulamento do campeonato.

Os valores entre parênteses no item “ingresso R$” são os preços diferenciados cobrados pelos mandantes na data do jogo e não contabilizados no cálculo final da renda bruta.

mapeamento de fãs nos estádios

Mandante Resultado Visitante Estádio Ingressos vendidos Público total Renda (R$) Ocupação Ingresso (R$)
0-35 Nacional 313 206 R$ 4.695 31,69% R$ 15
7-14 Plátanos 175 212 R$ 2.012,50 6,05% R$ 8 (10)*
46-0 Montanha 235 317 R$ 1.762,50 21,13% R$ 5 (10)*
0-34 Serrano ~490 ~410 R$ 3.675 41% R$ 5 (10)*
6-23 Esperança 0 ~750 R$ 0 ???? R$ 0
74-0 Sesi Educação 0 ~450 R$ 0 150% R$ 0
0-16 Pucrs 583 629 R$ 13.117,50 29,95% R$ 20 (25)*
3-10 Serrano 219 243 R$ 1.642,50 24,30% R$ 5 (10)*
36-0 Nacional ~500 ~450 R$ 5.000 69,23% R$ 10
22-34 Montanha ~1.600 ~450 R$ 0 7,50% R$ 0
43-0 Montanha 225 225 R$ 1.687,50 15% R$ 5 (10)*
20-24 CT do Juventude 80 ~150 R$ 2.000 16,66% R$ 25

*Valores diferenciados cobrados na data de realização da partida.

Comparação entre as temporadas de 2018 e 2019

Ao todo foram comercializados 4.420 ingressos durante a etapa regular, ou uma venda média de 368,3 tickets por evento, ao preço médio de R$ 9,50 (ou R$ 12,66 eliminado os três jogos de entrada gratuita). Alguns times planejaram valores diferenciados para comercialização na data do evento. Os Gorillas majoraram 25% dos seus ingressos, enquanto que os Chacais aumentaram para 87,5% e Bulldogs e Ximangos inflacionam o valor em 100%.

Em comparação com a temporada de 2018, houve uma queda de comercialização total de ingressos em -17,39% (ou -2,89% eximido do cálculo a etapa de qualyfing). O resultado também mostra queda na presença de público total, que registrou -16,84% nos estádios (ou -1,16% sem o qualyfing). Cabe ressaltar que há uma diferença de jogos entre as fases: em 2019 são 12 jogos, em 2018 foram 21, uma diferença de nove eventos entre os certames.

Se por um lado houve uma queda nos dados totais, por outro, há um aumento na presença média, o que indica o crescimento contínuo do consumo de futebol americano no Rio Grande do Sul. A presença de público nos 12 jogos realizados na primeira fase registra 4.492 fãs, com média de 374,3 espectadores por jogo.

Em comparação com o mesmo período do ano passado, indica um aumento de 117 torcedores a mais por jogo, uma elevada de 45,47% (ou +121,8 a mais, com aumento de 48,23% sem o qualyfing). Mesmo pagando mais caro pelo evento, os programas tiveram maior presença de público, o que representa um acréscimo no return on investiment (ROI).

Foi injetado na economia de todos os programas de futebol americano do Estado aproximadamente R$ 35.592,50. Uma média arrecadada em R$ 2.966,04 (ou R$ 3.954,72 eliminados os eventos gratuitos). Não estão contabilizados geração de renda por outros meios, como o consumo de produtos das copas dos estádios, a cobrança do estacionamento ou comercialização de itens das equipes, como: camisetas, bonés e demais souvenirs.

Temporada regular de 2019
Total de ingressos: 4.420
Média de ingressos comercializados por jogo: 368,3
Preço médio por jogo: R$ 9,50 ou R$ 12,66 (fora os gratuitos)
Total de fãs: 4.492
Média de fãs: 374,3
Total arrecadado: R$ 35.592,50
Média arrecadada por jogo: R$ 2.966,04 ou R$ 3.954,72

Qualifying e temporada regular de 2018
Total de ingressos: 5.351
Média de ingressos comercializados por jogo: 254,8
Preço médio por jogo: R$ 8,85
Total de fãs: 5.402
Média de fãs: 257,3
Total arrecadado: R$ 46.745,00
Média arrecadada por jogo: R$ 2.225,95

Temporada regular de 2018
Total de ingressos: 4.552
Média de ingressos comercializados por jogo: 252,8
Preço médio por jogo: R$ 9,75
Total de fãs: 4.545
Média de fãs: 252,5
Total arrecadado: R$ 38.755,00
Média arrecadada por jogo: R$ 2.153,05

Comparativo 2018/2019
Total de ingressos: -931 (diminuição de 17,39%)
Média de ingressos comercializados por jogo: +113,5 (aumento de 44,54%)
Preço médio por jogo: R$ +0,65 (aumento de 7,34%) ou R$ +3,81 (aumento de 43,05%)
Total de fãs: -910 (diminuição de 16,84%)
Média de fãs: +117 (aumento de 45,47%)
Total arrecadado: R$ -11.152,50 (diminuição de 23,85%)
Média arrecadada por jogo: R$ +740,09 (aumento de 34,59%) ou R$ +1.728,77 (aumento de 77,66%)

Comparativo 2018/2019 sem o qualyfing
Total de ingressos: -132 (diminuição de 2,89%)
Média de ingressos comercializados por jogo: +115,5 (aumento de 45,68%)
Preço médio por jogo: R$ -0,25 (diminuição de 2,56%) ou R$ +2,91 (aumento de 29,84%)
Total de fãs: -53 (diminuição de 1,16%)
Média de fãs: +121,8 (aumento de 48,23%)
Total arrecadado: R$ -3.162,50 (diminuição de 8,16%)
Média arrecadada por jogo: R$ +812,99 (aumento de 37,75%) ou R$ +1.801,67 (aumento de 83,67%)

Jogos fora da cidade sede

Dos 12 eventos realizados, quatro partidas foram disputadas fora das cidades onde o programa de futebol americano concentra suas atividades, como os casos de Armada Lions (Porto Alegre), Bulls (Canoas) e Bulldogs (Venâncio Aires).

Mesmo com a união entre Armada Futebol Americano e Cruzeiro Lions, ambos de Porto Alegre, para formar o Armada Lions Futebol Americano, houve redução no consumo em 48,5% e 17,59%, respectivamente, nos dois jogos em que os Lions foram mandantes em 2018. Todos os jogos foram realizados na mesma sede: estádio do Grêmio Nacional, em São Leopoldo. A distância de 35 quilômetros entre Porto Alegre e São Leopoldo contribui para a queda de consumo deste programa.

Os Bulls por mudar a sede para Canoas, tiveram uma leve uma alta no consumo em 50%. Em 2018, levou ~300 para assistir o derby contra a Armada, já em 2019 obteve ~450 fãs para ver o jogo contra os Coroados. A distância entre Canoas e São Leopoldo é de 20 quilômetros.

Enquanto que os Bulldogs registraram um pico e uma queda em 2019. Diferente de 2018, quando sediou o único evento no estádio Edmundo Feix, em Venâncio Aires, em 2019, os Dawgs jogaram duas vezes em Mato Leitão. Ao comparar os números, os Bulldogs tiveram um aumento de 26,8% no jogo contra o Juventude (estreia na competição) e uma queda de 10% na partida contra os Ximangos (jogo de menor apelo na tabela de classificação). A distância entre Venâncio Aires e Mato Leitão é de 13 quilômetros.

Jogos dentro da cidade na sede

Se em 2018 os Gorillas sediaram duas partidas em São Leopoldo, em 2019, o time trouxe o jogo para Porto Alegre. O fato de jogar na cidade sede contribuiu para o aumento de consumo. Nos dois jogos de 2018, os Gorillas levaram somado ~610 fãs no Grêmio Nacional. No jogo único de 2019, foram 629 torcedores no Parque Esportivo da Pucrs, um aumento de 65,52% e 173,47% em cada um dos eventos de 2018, ou 3,11% se comparado com a soma total.

Assim como os Gorillas, os Chacais organizaram o jogo em seus domínios. Em 2018, a matilha jogou por duas vezes no estádio Amaro Cassep, em Rio Pardo. Os dois eventos registraram a presença de público de 205 e 176 fãs, respectivamente. Em 2019, o jogo no Estádio dos Plátanos, em Santa Cruz do Sul, obteve 212 torcedores, o que representa uma elevação de 3,41% e 20,45%, respectivamente. Tirar o deslocamento de quase 32 quilômetros entre as cidades trouxe benefícios ao programa.

Já o Carlos Barbosa Ximangos conseguiu manter seus jogos na mesma sede, no estádio do Clube Serrano. Em 2018 foram três jogos como mandante, que registrou a presença de ~400, ~150 e ~300 fãs, na ordem. Em 2019, foram 410 e 243 torcedores. Se comparadas as médias, os Ximangos tiveram um aumento de público em 15,24% (283,3 fãs de 2018 contra 326,5 de 2019).

Assim como os Ximangos, os Snakes trilharam o mesmo caminho e jogaram no Estádio da Montanha. A taxa comparativa do programa será a mais precisa possível, uma vez que em 2018 e 2019, o time foi mandante em apenas um jogo. No ano passado, o jogo contra os Chacais teve a presença de ~250 espectadores. Neste ano, contra o Armada Lions (que valia classificação aos playoffs) foram ~450. O índice aponta um crescimento de 80% no consumo.

Os demais programas Coroados, Juventude e Soldiers, não há como fazer comparação pelos seguintes motivos:

1. Esta é a primeira vez que os Coroados jogam o Campeonato Gaúcho;
2. Tanto Juventude quanto Soldiers largaram direto nos playoffs em 2018.

Ocupação nos estádios

A ocupação média nos estádios durante a fase regular foi de 37,5%, o resultado exclui o mando de jogo dos Coroados, uma vez que não há como saber a capacidade para receber fãs no Campo do Esperança, pois não há arquibancada. Este dado indica um aumento de 8,12% na lotação dos espaços se comparado a temporada de 2018.

Grêmio Nacional (São Leopoldo) – 2 jogos, média de 50,46%
Montanha (Mato Leitão) – 2 jogos, média de 18,06%
Serrano (Carlos Barbosa) – 2 jogos, média de 32,65%
CT do Juventude (Caxias do Sul) – 1 jogo, média de 16,66%
Esperança (Erechim) – 1 jogo, sem média (?)
Montanha (Bento Gonçalves) – 1 jogo, média de 7,50%
Plátanos (Santa Cruz do Sul) – 1 jogo, média de 6,05%
Pucrs (Porto Alegre) – 1 jogo, média de 29,95%
Sesi Educação (Santa Maria) – 1 jogo, média de 150%

O certame ainda registrou a entrada de uma cidade que nunca havia recebido uma partida oficial de futebol americano: Mato Leitão.

Sábado vs domingo

Na temporada regular de 2019, cinco jogos foram realizados aos sábados, do qual totalizou a presença total de 2.352 fãs, com uma média de 470,4 torcedores por partida. Já aos domingos foram sete jogos, que somou 2.140 fãs totais, com uma média de 305,7 pessoas por jogo.

Este dado segue a tendência indicada nos anos anteriores que os sábados registram uma presença maior de torcedores em partidas de futebol americano realizadas no Rio Grande do Sul, tanto no Campeonato Gaúcho de Futebol Americano, quanto a Copa RS.

Start a Conversation

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *