Comissão Disciplinar da FGFA julga aos casos da partida entre Bulldogs 29-17 Warriors pela Copa RS

A Comissão Disciplinar da Federação Gaúcha de Futebol Americano (FGFA) julgou os casos registrados na última partida entre Bulldogs Futebol Americano e Porto Alegre Warriors, válido pela semana 5 da temporada regular da Copa RS. O confronto foi disputado no dia 19 de novembro de 2017, no estádio Edmundo Feix, em Venâncio Aires. Os Bulldogs venceram os Warriors pelo placar de 29-17.

A Comissão Disciplinar tomou a decisão de absolver os atletas dos Warriors, #7 Daniel Nietiedt e #89 Guilherme Smanioto, e o jogador dos Bulldogs, #5 Fabrício Schwengber, no episódio. Foi usado como critério o Artigo 257 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente. Os jogadores citados estão absolvidos da suspensão automática e poderão atuar na final marcada para o dia 17 de dezembro.

Quanto ao atleta dos Warriors, #72 Guilherme Mansson, a Comissão Disciplinar decidiu que o jogador está suspenso por uma partida. A deliberação toma como arranque o Artigo 254-A do CBJD, que trata sobre praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).

Neste último caso, a direção do time de Porto Alegre irá apelar contra a resolução da Comissão Disciplinar.

Já o atleta dos Warriors, #9 Adriano Souza Jr., foi advertido com duas faltas pessoais por conduta antidesportiva durante a partida. Pelo Livro de Regras e Interpretações da International Federation of American Football (IFAF), Souza Jr. foi ejetado do jogo. Leva-se em conta a Regra 9, Seção 2, Artigo 6 do livro da IFAF. Qualquer treinador, jogador ou membro identificado do time com uniforme que cometer duas faltas por conduta antidesportiva no mesmo jogo será desqualificado. Souza Jr. está apto a atuar na final do dia 17.

Start a Conversation

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *